quinta-feira, 19 de maio de 2011



"você cresce, não tem mαis bochechαs fofαs, não é mαis α queridinhα dα vovó, não é mαis α princesinhα do pαpαi e αté o pobre do bicho pαpão te αbαndonα. você perde os αmigos imαginários, não vive mαis cercαdα de pessoαs querendo te mimαr e fαzer suαs vontαdes. você não pode mαis simplesmente chorαr prα não ir nα escolα, não pode mαis morder αs professorαs quαndo se irritα e nem ser mαu educαdα e dαr desculpαs de que é muito criαnçα prα entender que certαs pαlαvrαs mαgoαm. ninguém te põe prα dormir contando as historinhas preferidas. você perde todαs αs regαliαs e pαssα α ser responsável pelo que cαtivou. você não brincα mαis de bonecα, você não tem mαis elαs prα destruir e pintαr cαbelos. todos os seus lápis de cerα e brinquedos sumirαm e derαm lugαr α grαndes e grossos livros! você cresce. você αprende, você errα .você ganha!"

segunda-feira, 2 de maio de 2011


Naquele momento em que nossas mãos se encontram, aquele arrepio sem fim. Tudo se transforma de uma maneira maravilhosa quando vejo que você está me olhando com aquele olhar de "quero você pra mim". É um sentimento sem igual, uma sensação de que o mundo gira mil vezes mais rápido do que o normal e tudo começa a fazer sentido quando você me abraça e eu não me importo se for só por um segundo.
Eu sei que é só por um momento, um momento chamado eternidade, tudo o que eu sinto, tudo o que você sente. Juntando tudo não cabe num livro, não cabe num poema, não cabe num filme, é maior do que qualquer coisa desse mundo e até o infinito é pouco para o que sentimos. E é tão bom sentir isso, esse sentimento chamado amor. Não há outra forma para descrever isso, é assim e pronto e, você melhor do que ninguém sabe que isso é verdadeiro e pra sempre. Sim, o pra sempre existe e eu acredito nele.

quarta-feira, 20 de abril de 2011


Ela evita se apaixonar. Ela não é a pessoa mais popular do mundo, e ainda agradece por isso. Ela não cuida de seus cabelos toda hora, não vai no salão toda semana, não gosta de salto alto, prefere ficar em casa do que ir a festas. Ela gosta de frio, gosta de ler livros e ainda gosta do mistério. E quem é ela? Eu.

terça-feira, 12 de abril de 2011


Quantas vezes você já não pensou em desistir, já não pensou em fugir e deixar tudo para trás? E quantas vezes já não te disseram pra enfrentar tudo de cabeça erguida? E se você já não tiver mais forças para agüentar a sua própria cabeça?

Seus pensamentos vão acabando com você, sua vontade de futuro vai te deixando pra trás e quanto mais você imagina como vai ser daqui a 10 anos, mais o tempo demora pra passar.

E é a partir desse momento que você vai se sentindo perdido no meio de todo mundo e aquela única pessoa que poderia te dar força nem existe mais. Você tem sede, você tem fome, você tem sonhos.

E tudo o que você quer é sair dali com vida, você só quer outra vida.

Daí então, você percebe que a única coisa que você pode fazer é esperar...


terça-feira, 5 de abril de 2011

Minha última carta pra você.


Eu poderia ter visto que tudo aquilo era uma brincadeira pra você, não passou de uma grande mentira, afinal era 1º de abril e eu cai novamente.
Antigamente você era o meu tudo e eu até dizia que não saberia viver sem você. Pois eu sei, posso até dizer que é mais fácil viver sem você por perto, porque quando você reaparece a minha vida vira uma bagunça, se torna um caos.
O meu desejo é não te ver mais, esquecer quem você é e quem você foi pra mim. Queria pedir pra você sumir da minha vida, finja que não me conhece, esqueça dos meus beijos, dos meu olhares e das vezes em que eu disse "eu te amo". Tente esquecer do meu jeito, de como eu ficava boba perto de você, esqueça tudo. ME ESQUEÇA.
Pois a partir de agora eu não sei mais quem você é. Só vou lembrar de você quando for pra ver o quanto eu sofri, pra perceber que não é isso que eu quero pra mim.

"Amor não faz sofrer, o que faz sofrer é a falta dele". alee.

quarta-feira, 30 de março de 2011

And I will wait...


E eu esperarei para descobrir
Se isso durará para sempre
E eu esperarei para descobrir
E eu não darei atenção
Preocupe-se com o tempo chuvoso
E eu não perderei tempo
Lembrando da nossa vida juntos.

Clarity - John Mayer

terça-feira, 29 de março de 2011


Tem coisa que dá vontade de viver de novo e de novo e de novo...

domingo, 27 de março de 2011

[...] ninguém pode ver.
















Eu preciso dizer ao contrário de tudo o que eu quero dizer, preciso mudar o sentido das palavras pra você não perceber, ou melhor, pra ninguém perceber realmente o que eu penso.
Eu aprendi ser forte pra não cair outra vez, mas é como se fosse uma missão impossível. Eu tenho medo de você, tenho medo do que eu sinto e eu sinto muitas coisas ao mesmo tempo.
Raiva, amor, ódio, desprezo, vontade, saudade...
Parece um carma na minha vida, parece que no final é isso que vai acontecer. Isso que a gente conversou tempos atrás, mas eu não sei se eu quero. Minha vontade agora era gritar tudo que tá aqui engasgado, dizer tudo o que eu quero e que se dane tudo. Mas eu ainda sinto mais ódio do que amor.

domingo, 20 de março de 2011

Pensamentos, sentimentos.


Eu pareço gostar desse tipo de sentimento. Esse, de só poder olhar e já se sentir bem.
O único problema é que eu nunca consigo ficar encarando, não sei se é vergonha ou se é porque a troca de olhares é intensa.
Sabe aquele arrepio quente que dá quando acontece algo bom? É sempre esse arrepio que eu sinto quando vejo você me olhando. Eu gosto disso, mas tenho medo e por mais que eu procure fugir, eu sempre acabo no mesmo pensamento e quando eu menos espero, eu tenho você por perto.
O pior de tudo é saber que lá no fundo você sente tudo isso também.
Mas às vezes é melhor só sentir. Por mim isso pode continuar, porque afinal, nunca vai passar disso.

sábado, 19 de março de 2011




E tudo o que eu preciso agora, é do seu abraço e das suas palavras. Não me importo que sejam as mesmas, eu só preciso ouvir você dizer que vai ficar tudo bem.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Talvez...


Eu não gosto mais de você, só não consigo entender essa saudade. E essa saudade significa que eu ainda gosto? Não sei e nem quero saber. Prefiro continuar na ilusão de que essa saudade veio do nada, por apenas lembrar dos bons momentos.
Eu chego a pensar que pode ser um segredo, mas não faz sentido, não mesmo. Eu prefiro negar, acreditar que não e continuar feliz, sim feliz. Só gostaria que esses pensamentos soltos fossem embora, pra sempre.
E apesar disso tudo, quando acontecer alguma coisa, eu estarei aqui pra você.
No meu sonho você disse: "eu estou livre pra você". Mas não precisa ficar livre, eu não quero mais, só quero esquecer. (Não sei se isso é verdade, mas se for mentira, prefiro acreditar nisso). Esquecer? Engraçado essa palavra. Na real, ninguém nunca esquece de alguém que foi importante na sua vida, mas o legal disso tudo é que só ficam as lembranças boas.
E chega, já me contradisse muito por hoje.

terça-feira, 8 de março de 2011

Eu.


Eu gosto desse silêncio, mas do silêncio lá de fora porque o silêncio aqui de dentro insiste em gritar, ele me sufoca.
Às vezes eu me basto e outras vezes eu canso de mim. Não aguento tanto eu comigo, preciso de um tempo. Mas se não fosse eu, nada iria fazer sentindo, eu sou para mim a unica razão de viver. Eu sou inteira, não preciso de complemento, não existe metade para uma maçã inteira.
Agora, se hoje eu pudesse, faria desse silêncio uma eterna bagunça, em mim. Talvez, eu precise tirar férias de mim, do silêncio lá de fora e do silêncio aqui de dentro.

Eu sei, nada faz sentido. PRA VOCÊ.

quinta-feira, 3 de março de 2011

(...) e voe por todo mar e volte aqui pro meu peito.


Nada parece claro, tudo fica meio confuso e você já não sabe mais o que sentir.
Quando a certeza vira duvida e você fica completamente perdido.
O que se faz quando seus sentimentos te transforma? Como agir quando as coisas mudam do nada?
É normal se sentir perdido no meio de todo mundo? Talvez haja algo errado comigo, pois nada faz sentido agora.
Só queria ser quem eu era, sentir o que eu sentia e poder sorrir de verdade.

'E se eu sumisse, você sentiria a minha falta?'

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Nostalgia.

Eu, amigos, música, bexiga d'água, escola, vôlei, risadas, sinuca, msn, orkut, escolares, fotos, conversas, briguinhas, terceirão, sorvetes, casa de amiga, praia, etc. Só pra não dizer como esse tempo era bom e que agora nada mais faz sentido.
Queremos sempre crescer e quando isso acontece, a nostalgia aparece e aí queremos voltar a ser como eramos, ter a idade que tinhamos e lembrar de como era tudo mais fácil.
Eu tenho me sentido vazia, incompleta e, naquela época era tudo perfeito, era tudo simples e divertido. Ah, deve ser só saudade mesmo.
Um dia nostalgia, no outro dia vida real.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

SILÊNCIO


Se você não consegue entender o meu silêncio de nada irá adiantar as palavras, pois é no silêncio das minhas palavras que estão todos os meus maiores sentimentos.
E se soubéssemos quantas e quantas vezes as nossas palavras são mal interpretadas, haveria muito mais silêncio neste mundo.
É melhor deixar só no pensamento do que soltar as palavras, às vezes elas são desnecessárias e não vão ter efeito. Ou pelo menos, não o efeito certo.
Eu prefiro acreditar que em certa época da vida, é necessário guardar as coisas pra si, porque ninguém melhor pra se confiar do que a gente mesmo.

"Inteligente é aquele que cala".

Eu e mais ninguém.

Me falta inspiração, me falta um olhar, me falta algo, me falta um sorriso puro, me falta aquele abraço, me falta um passeio no meio da tarde, me falta aquele carinho, me falta e não faz falta.
Porque sou eu e mais ninguém, sou eu comigo e sempre.
E pode até parecer que sofro de solidão, mas a solidão é para aqueles que se sentem sozinhos e eu não me sinto.




"E eu estou tão bem. Eu e mais ninguém. Nem tudo certo, o que é que tem?"

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Viver.



Viver não é esperar a tempestade passar, é aprender como dançar na chuva;
Viver não é ter medo de errar, é aprender a lidar com os seus próprios defeitos;
Viver é não ter vergonha de ser feliz, é arriscar, é fazer o que tem que ser feito;
Viver é aprender a olhar pro seu próprio nariz, sem julgar os outros. - Ale.

"Uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inlcusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente. Foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita foi a criadora da minha própria vida". - Clarice Lispector.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Meu mundinho.


"Não sou pra todos. Gosto muito do meu mundinho. Ele é cheio de surpresas, palavras soltas e cores misturadas. Às vezes tem um céu azul, outras tempestade. Lá dentro cabem sonhos de todos os tamanhos. Mas não cabe muita gente. Todas as pessoas que estão dentro dele não estão por acaso. São necessárias."
C.F.A


sábado, 5 de fevereiro de 2011

Sem a minha base eu não vivo.

Ah a amizade!

Amigos são pra sempre, mesmo que o sempre não exista, amigos são irmãos, mesmo que não possuam o mesmo sangue, amigos sabem o que queremos dizer, mesmo que não pronunciemos uma só palavra, amigos estão sempre próximos, mesmo que quilômetros os separem. Amigos são de fé, mesmo que não tenham a mesma crença, amigos são presente, mesmo que tenha havido uma despedida no passado, amigos são confiáveis, mesmo que não saibam segredos teus. Amigos são íntimos, mesmo que não chamem seus pais de pais, ou tios, amigos são alegria, mesmo que compartilhem momentos tristes, amigos são tesouros, mesmo que não reluzam, amigos são convenientes, mesmo que te liguem de madrugada, amigos são amigos, e por si só, basta.

Hoje em dia encontrar amigos verdadeiros, está sendo uma missão impossível. Então se você tem, saiba dar valor, saiba cultivar essa amizade. Porque graças a Deus, eu tenho amigos verdadeiros, aqueles que eu agradeço todos os dias por ter perto de mim.
Porque existem amigos e amigos, então fique ligado ;)

domingo, 30 de janeiro de 2011

Eu quero mais.


É sempre amor, mesmo que acabe, com ele aonde quer
que esteja. É sempre amor, mesmo que alguém esqueça
o que passou.
E mesmo que acabe, tudo aquilo que cabe no coração
não se apaga e uma vida inteira não é suficiente pra
esquecer.
Não importa que tipo de amor, ele sempre permanece e
o importante é viver um dia de cada vez, fazer valer
a pena esse sentimento.
E hoje eu tô aqui, pra dizer
que o importante, é amar. Ame, você mesmo ou outra pessoa,
não importa, apenas ame.

'Eu quero paz, quero amor, eu quero fé, eu quero mais'.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Coisas da viagem.



Nesse final de semana eu viajei com a minha família para Santa Catarina, na casa de um dos meus tios. E toda vez que eu vou para SC, eu me apaixono pelo Estado e pelas cidades. São limpíssimas, da´até vergonha da "minha" cidade, mas enfim.
Às vezes eu tenho vontade de não voltar mais, queria ficar lá, mas é a vida né...

Na estrada tinha um rio ENORME que não acabava nunca, sem falar que quando estávamos chegando em Lages, presenciamos um pôr do sol lindoooo, só não foi mais lindo que o nascr do sol que eu vi na praia uma vez.
A cidade é bem agitada, mas parece ser bem calma, se é que me entende.
Ah, meu tio pagou quarto pra gente em um dos hotéis mais chiques de lá, achei exagero, mas tio rico é outra coisa né?! O namorado da minha prima atentou todo mundo durante a madruga, digo, todo mundo da família haha. Foi super divertido (:

Aaaaah, eu estou completamente apaixonada por SC, sem noção, se eu pudesse me mudava pra lá já!
E cada vez que eu estou com a minha família eu vejo o quanto eles são importantes e o quanto eu os amo (: Tirando o meu tio chato daqui de Paranaguá né, que se acha o melhor de todos, o sabe tudo, o fodão! Ele é um saco, mas fora isso foi tudo maravilhoso.

Eu adorei tudo, tudo! Obrigada família (:

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Firework


Se libertar daquilo que te sufoca, se ver livre do sofrimento.
Poder sorrir depois de uma tempestade, olhar para o céu e ver que ainda há estrelas que brilham para você, ser forte o suficiente para poder sobreviver em um mundo que não é só seu.
Como fogos de artifícios, é só mostrar do que você é capaz.. Como fogos de artifícios, é só deixar as suas cores explodirem.

"Cause baby you're a firework
Come on show 'em what your worth
Make 'em go "Oh, oh, oh!"
As you shoot across the sky-y-y "



domingo, 2 de janeiro de 2011

Por um momento.

Por um momento eu cheguei acreditar que algumas coisas eu conseguiria deixar em 2010, mas eu percebi que existem coisas que eu vou levar pro resto da minha vida, comigo, aqui dentro. É como tentar rasgar uma foto e não ter coragem, é como querer emagrecer e não ter força de vontade o suficiente, é como entrar num rio e não sentir frio, é como comer seu doce preferido sem vontade.
Eu usei todas essas metáforas só pra dizer que por um momento eu pensei que poderia esquecer uma coisa inesquecível. Não, eu não estou sofrendo ou mal por alguma coisa, eu apenas queria que pensamentos fossem deletados como arquivos, entende?
Por um momento eu pensei que era possível mudar de pensamento e de objetivos, pensei que eu poderia sorrir sem ser um sorriso congelado por momentos que não voltam mais. Talvez isso aqui não faça sentido para muita gente, pois são sentimentos meus, são meus pensamentos, coisas minhas. Sabe quando você guarda coisinhas em uma caixa, tipo, lembranças? Então, eu sou essa caixinha, só que eu estou lotada de lembranças, recordações. Chega um dia em que você precisa jogar algumas coisas foras, pra diminuir as lembranças ou então lembranças que não são mais necessárias. O único problema é ter coragem suficiente pra fazer isso, porque afinal de contas, se essas coisas estão na caixa, é porque foram importantes um dia.

Hoje eu assisti o filme 500 dias com ela, e nossa, eu percebi o quanto eu estou me tornando a Summer, porque afinal de contas, a vida da gente acaba sendo um filme e nem todo filme tem final feliz. Mas acho que isso deve ficar pra outro post.

Ah, eu só pensei por um momento que eu poderia fazer algumas coisas diferentes, tentar fazer algumas coisas voltarem a ser como eram ou pelo menos tentar fazer algo em relação a isso. Não sei como eu consegui ficar tanto tempo parada, é como se eu tivesse me acostumada com a situação, é como se tivesse terminado, como se tivesse chegado o fim da vida. E na real, se tivesse chegado o fim eu não estaria aqui pensando em fazer algo. Se é apenas por um momento ou não, não importa, ainda há tempo.

02/01/2011 às 21:26